Escolha uma Página

Se comparado com o resto do mundo, o assunto inovação e IA (Inteligência Artificial) no Brasil ainda está engatinhando em alguns momentos das empresas. Enquanto o tema é altamente difundido e vivenciado por grandes empresas mundo afora, somente recentemente ele vem sendo abordado em nosso país.

Prova disso são os dados do site Gartner Brasil, sobre a pesquisa do termo “IA”, que até 2016 não estava nem entre os 100 mais procurados e saltou em 2019 (apenas 3 anos depois) para a sétima posição.

Os motivos para esta mudança são diversos. Dentre eles, a necessidade das empresas por automação de seus processos, desde os mais simples até os mais complexos. Estas mudanças propiciam ganhos em vários setores, inclusive no aumento da competitividade.

O ponto central é que as empresas (e/ou os empresários) ainda têm muito a aprender com este novo cenário desafiador, principalmente no que se refere a talentos, cultura de dados, governança corporativa e engajamento.

Estratégia De Dados

Uma mudança de cenário exige portanto a melhora na gestão de altos volumes de informações vindas de diferentes canais reunidos no “big data”, que se somados a algoritmos de inteligência artificial permitiriam o aprendizado autossuficiente, ultrapassando as capacidades humanas de percepção, visão e tomada de decisão.

As empresas que colocam a estratégia de dados e automação de decisões no centro de seus processos saem na frente quando o assunto é inovação.No entanto, independente das estratégias empresariais a serem adotadas, elas estarão fadadas ao fracasso, caso não exista uma estratégia de dados bem estabelecida.

Em outras palavras, o sucesso de uma ação vai depender do volume, velocidade, variedade e qualidade de dados de uma empresa.

Para quem se pergunta que dados são estes, devemos dizer que cabe às organizações o investimento em reconhecer quais deles são importantes para enriquecer seus KPIs (key Perfomance Indicator) e com isso ajudar seu algoritmo trabalhar. 

Em outras palavras, o sucesso de uma ação vai depender do volume, velocidade, variedade e qualidade de dados de uma empresa. Aqui são vários itens… veracidade, variabilidade, visualização, valor, etc…..

Aquelas que conseguem gerar dados como valiosos ativos, diferenciam-se das demais em operação e cultura, afinal grande parte do valor extraído dos dados decorre da rapidez, precisão e confiabilidade com que treinam suas máquinas.

A vantagem é que grande parte das empresas possuem dados valiosos, oportunos e relevantes à IA, que poderiam ser utilizados para fins estratégicos, mas que infelizmente sem saber aproveitá-los, os mantém na “geladeira”.

Previsibilidade De Demanda De Mercado

Uma das inúmeras possibilidades onde estes dados poderiam ser aplicados é na previsibilidade de demanda de mercado. Algo extremamente relevante no momento atual, onde as empresas ou se portam de forma tímida e recuada, perdendo em competitividade para seus concorrentes, ou de forma agressiva, atirando para todos os lados.

Visando trazer mais inteligência e competitividade ao negócio, a aplicação correta dos dados em uma tecnologia ou IA (Inteligência Artificial) pode mapear emoções, tendências tecnológicas e de mercado, traduzir comportamentos ou ainda acelerar o processo de desejo dos clientes, apontando assim o momento exato para ligar as máquinas e começar a produzir.

Além disso pode-se estabelecer relações entre custos de insumos e preços do produto para maximizar os lucros e otimizar as tomadas de decisão das equipes de manutenção e processo.

Imaginem o quão à frente de seus concorrentes estaria esta empresa de posse destas informações.

Transformação Cultural

Infelizmente, a adoção de novas tecnologias e ferramentas de automação inteligentes tão essenciais para a sobrevivência de muitas empresas não é suficiente para o sucesso. Isto porque dele depende não somente a aplicação da inovação em operações, produtos e serviços, mas também em capital humano.

É preciso capacitar adequadamente as pessoas para receberem e interagirem com o trabalho automatizado.

Organizações inteligentes evoluirão suas tecnologias, mas principalmente cuidarão de recrutar e retreinar pessoas para funções especializadas, redefinindo, sempre que for necessário, tarefas e trabalho.

INOVAMALL: HUB Internacional de Tecnologias

A boa notícia para as empresas que procuram inovar seus processos e seu capital humano é que podem hoje contar com uma empresa especializada neste assunto.

Falamos da INOVAMALL uma empresa que desde 2013 esta no mercado junto com um HUB de tecnologias internacionais e desenvolvimento de projetos de engenharia, ciência de dados, análise financeira e econômica, especialista em encontrar soluções para os mais diferentes desafios de modo prático e rápido, contando sempre com uma rede internacional parceiros para apoiá-la em suas demandas.

Trazemos empresas que estão na fronteira da inovação para suportar os desafios da indústria nacional brasileira. Fazemos o “softlanding“ e o “country manager“ aqui no Brasil. Isso traz segurança de operação para as empresas internacionais de um lado e as nacionais de outro.

Com uma equipe movida por desafios que transformam a inovação em resultados financeiros tangíveis, aumentando a competitividade, estratégia e estabilização operacional, com redução dos custos e despesas, esta é uma empresa que procura não só transformar os processos, como também a cultura das organizações. 

Isto porque a INOVAMALL acredita principalmente que o maior impacto das tecnologias inteligentes para as empresas não está na economia ou lucro obtido, mas principalmente na transformação das pessoas por meio da inovação. 

INOVAMALL oferece soluções inteligentes com resultados práticos.